Ao vivo: CPI da Covid ouve Nise Yamaguchi, médica pró-cloroquina que aconselha Bolsonaro

0
(0)


A médica Nise Yamaguchi irá depor nesta terça-feira (1/6) na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, que investiga se o governo federal errou no combate à pandemia.

Yamaguchi foi convidada depois de seu nome ter sido citado pelo presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, em seu depoimento aos senadores.

Barra Torres confirmou que houve uma reunião no Planalto na qual foi discutido alterar por decreto a bula da cloroquina, para que o medicamento passasse a ser indicado contra a covid-19.

A reunião já tinha sido mencionada pelo ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), que afirmou ter participado do encontro, no qual uma minuta do decreto foi apresentada.

O presidente da Anvisa declarou que Yamaguchi estava na reunião, acompanhada por outro médico. O general Walter Braga Neto, então ministro da Casa Civil e hoje na Defesa, também participou, de acordo com Barra Torres.

Ele disse que o documento “foi comentado pela doutora Nise Yamaguchi”, embora não soubesse dizer quem havia sido seu autor.

Barra Torres afirmou ainda que rejeitou a proposta em uma reação que ele próprio disse ter sido “um pouco deselegante”, porque “aquilo não poderia ser”.

“Só quem pode modificar uma bula de medicamento registrado é a agencia reguladora do país, desde que solicitado pelo detentor do produto”, explicou Barra Torres.

Yamaguchi disse em uma nota que a fala do presidente da Anvisa “não representa a realidade” e se colocou à disposição da CPI.

  • Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!



BBC News

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Estrikinia
Logo
Redefinir Senha